Mais de 40% dos deputados federais baianos que vão buscar reeleição declaram patrimônio milionário

Dos 36 deputados federais baianos que vão buscar a reeleição, 17 declararam um patrimônio milionário na prestação de contas para o pleito de 2022, o que representa um total de 43%. O levantamento foi feito pelo Bahia Notícias com as informações disponíveis na plataforma “Divulgação de Candidaturas”, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Quem lidera o ranking é Paulo Magalhães (PSD), que declarou R$ 15.918.337,10, valor menor que na eleição passada, quando o deputado afirmou ter R$ 16.683.655,72 em bens. O segundo na lista é Cláudio Cajado (PP) que teve aumento no valor declarado em quatro anos, passando de R$ 11.124.956,55 para R$ 12.912.674.

O terceiro colocado chama a atenção pela valorização do seu patrimônio no período entre as eleições. Entre 2018 e 2022, a riqueza de Jonga Bacelar (PL) mais que dobrou, passando de R$ 3.869.709,13 para R$ 9.917.969,00. Um crescimento significativo também foi registrado na declaração de José Rocha (União) que tinha R$ 6.966.401,79 há quatro anos e agora possui R$ 9.625.415,89. Fechando as cinco primeiras posições está Marcelo Nilo (Republicanos), que declarou ter R$ 5.796.785,07, valor um pouco maior do que na eleição passada com R$ 5.374.606,36.

Na parte de baixo de tabela, figuram em sua maioria parlamentares de primeiro mandato. Eleita pela primeira vez em 2018, naquele ano Dayane Pimentel (União) não registrou bens. Em 2022 declarou R$ 80.000,00 e figura com o menor patrimônio entre os parlamentares baianos.

Em seguida aparece o veterano Márcio Marinho (Republicanos), que está em seu quarto mandato. O presidente do partido na Bahia registrou pequena redução, com R$ 309.028,06 há quatro anos e R$ 300.308,33 agora.

Fechando o ranking dos menores patrimônios estão Leur Lomanto Júnior (União) que passou de R$ 341.660,21 para R$ 310.272,20; Joceval Rodrigues (Cidadania) foi de R$ 276.622,68 para R$ 344.145,76 e Tito (Avante) que aumentou de R$ 274.662,44 para R$ 348.706,70.

Igor Kannário (União) foi o único deputado federal a não declarar bens em 2022. Em 2018 ele também não havia cadastrado nenhum patrimônio no ato de registro da sua candidatura.

Mais de 90% dos deputados federais da Bahia vão disputar a reeleição em 2022. Dos 39 nomes, 36 buscam manter os mandatos na Câmara dos Deputados. Não disputam a reeleição os deputados Cacá Leão (PP), candidato ao Senado na chapa encabeçada por ACM Neto (União); Ronaldo Carletto (PP), suplente de Cacá e João Roma (PL), candidato ao governo da Bahia. Até o momento, o TSE já registrou 685 candidaturas de deputado federal na Bahia (saiba mais aqui).

Filha que matou a mãe a facadas em Salvador é presa em Serrinha 6 anos após o crime

Uma mulher de 40 anos, suspeita de matar a própria mãe a facadas em abril de 2016, foi presa nesta terça-feira (16). O caso aconteceu no bairro da Cidade Nova, em Salvador. A vítima foi identificada como Vera Lúcia Silva Martins.

A suspeita Dulce Martins Barreto foi encontrada nua Rua Dalva Negreiros, no bairro Vaquejada, em Serrinha, onde estava escondida desde que cometeu o crime. Na cidade, a mulher se apresentava como Maria Ilza dos Santos Nascimento.

Policiais civis da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e da Delegacia Territorial de Serrinha, responsáveis pela prisão da mulher, confirmaram a identidade da suspeita após realizar o confronto das impressões digitais da mulher com os registros vinculados ao verdadeiro nome.

O mandando de prisão preventiva foi expedido pelo 1º Juízo do Tribunal do Júri de Salvador. De acordo acordo com a polícia, a determinação judicial indica o cometimento dos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, com recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido e feminicídio, além de roubo.

Dr. Arthur oficializa candidatura a Deputado Federal ao lado de ACM Neto: “Estou muito feliz…”

O candidato a deputado federal pelo União Brasil, Dr. Arthur Barbosa publicou uma foto ao lado de ACM Neto, candidato ao Governo da Bahia, no prédio do partido em Salvador para oficializar sua candidatura.

Estreante na política, o advogado é o único candidato a Deputado Federal da cidade de Araci. “Estou muito feliz em fazer parte desse projeto com esse cara que é uma pessoa do bem, amigo, que tem o sangue da política nas veias e todos nós sabemos da sua competência. Tenho certeza que ACM Neto vai fazer história em toda a Bahia. Juntos, faremos mais por nossa região que tanto precisa”, disse Arthur ao site A Voz do Campo.

A campanha eleitoral começa oficialmente nesta terça-feira, dia 16 de agosto.

Bahia se mantém em 3º lugar entre estados com produção mineral

A Bahia se mantém como o terceiro mais importante estado produtor mineral do país em volume de faturamento, com uma produção comercializada de R$ 9,6 milhões. Os dados foram divulgados na sexta-feira (12), pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), através do Informativo Desempenho Mineral (IDM) de 2021. Em relação ao ano interior, o crescimento foi de 65% e a comercialização foi o maior em 20 anos.

O IDM analisa os principais indicadores do setor e os impactos da conjuntura nacional e internacional sobre o setor mineral da Bahia. O setor mineral baiano encerrou o ano de 2021 com 13.781 empregos, com saldo positivo de 1.564 postos de trabalho, o maior índice dos últimos cinco anos.

Além disso, mineração registrou a participação de 3% no Produto Interno Bruto (PIB) do estado, a maior já registrada pelo setor. Esse resultado foi decorrente da maior comercialização de bens minerais, dos investimentos privados, da geração de empregos, da Produção Mineral Baiana Comercializada (PMBC) e da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM).

A CFEM registou um desempenho extraordinário, totalizado em R$ 94 milhões, com aumento de 86%. Esse tributo beneficiou, em 2021, 140 municípios baianos. Dez municípios foram responsáveis por 84% do valor arrecadado, sendo eles:

Itagibá, com produção de níquel;
Jacobina, extraindo ouro, areia, argila, brita e arenito;
Juazeiro, com cobre, areia, brita, cascalho e rochas ornamentais; Jaguarari pela lavra de cobre, rocha ornamental e quartzo;
Caetité, com arrecadação referente à urânio, ferro, manganês, areia e argila;
Andorinha, com produção de cromita;
Barrocas, com ouro;
Brumado pela lavra de magnesita, talco, areia, rocha ornamental e brita;
Piatã, deviao a exploração do ferro, manganês, areia e rocha ornamental;
Maracás, com produção de ferro e vanádio.

Os principais bens minerais comercializados pelo estado foram cobre (R$ 2,5 bilhões), ouro (R$ 2,3 bilhões), níquel (R$ 1,4 bilhão), ferro (R$ 710 milhões), rochas ornamentais (R$ 520 milhões) e cromita (R$ 500 milhões).

Entre os mais importantes investimentos do setor privado que contribuíram para este desempenho destacam-se a produção de ouro em Jacobina; a extração de vanádio em Maracás; pesquisas, desenvolvimento e exploração da mina em Nordestina; exploração, geologia, desenvolvimento de mina e novos projetos em Jaguarari, Curaçá e Juazeiro.

Taxa de desemprego cai em 22 estados no segundo trimestre

Em um contexto de retomada de atividades econômicas, a taxa de desemprego teve queda em 22 estados no segundo trimestre, frente aos três meses anteriores, informou nesta sexta-feira (12) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
 

Houve estabilidade nas outras cinco unidades da federação, de acordo com a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua).
 

As reduções mais intensas, de mais de 3 pontos percentuais, ocorreram no Tocantins (de 9,3% para 5,5%), em Pernambuco (de 17% para 13,6%) e em Alagoas (de 14,2% para 11,1%).
 

Em São Paulo, estado mais populoso do país, a taxa de desemprego recuou de 10,8% para 9,2%.
 

Segundo os critérios da pesquisa, Distrito Federal (11,5%), Amapá (11,4%), Ceará (10,4%), Rondônia (5,8%) e Mato Grosso (4,4%) mostraram relativa estabilidade frente ao primeiro trimestre, sem variações estatísticas tão relevantes.
 

Entre abril e junho, as maiores taxas de desemprego foram registradas na Bahia (15,5%), em Pernambuco (13,6%) e em Sergipe (12,7%), na região Nordeste.
 

As menores ficaram localizadas em Santa Catarina (3,9%), Mato Grosso (4,4%) e Mato Grosso do Sul (5,2%), nas regiões Sul e Centro-Oeste.
 

A Pnad considera tanto o mercado de trabalho formal quanto o informal. Ou seja, são avaliados desde empregos com carteira assinada e CNPJ até os populares bicos.
 

No Brasil, a taxa de desemprego recuou para 9,3% no segundo trimestre, conforme dados divulgados pelo IBGE no último dia 29.
 

É o menor patamar para esse período desde 2015. À época, o indicador estava em 8,4%, e a economia atravessava recessão.
 

O número de desempregados no país, por sua vez, diminuiu para 10,1 milhões de abril a junho deste ano, em um contexto de menores restrições a atividades econômicas.
 

Pelas estatísticas oficiais, a população desocupada reúne quem está sem trabalho e segue à procura de novas vagas. Quem não tem emprego e não está buscando oportunidades não entra no cálculo.?
 

RENDA FRAGILIZADA
Adriana Beringuy, coordenadora de trabalho e rendimento do IBGE, avaliou nesta sexta que o aumento da ocupação contribuiu para a queda do desemprego em diferentes recortes, incluindo o geográfico.
 

Porém, a pesquisadora frisou que a renda do trabalho não vem acompanhando essa expansão na mesma velocidade. Vagas com salários menores e o impacto da inflação podem explicar o rendimento fragilizado na média, segundo ela.
 

No Brasil, a renda foi estimada em R$ 2.652 no segundo trimestre, conforme os dados divulgados já no final de julho. É o menor valor para o período na série histórica, iniciada em 2012.
 

Entre as unidades da federação, o Distrito Federal teve o maior rendimento médio no segundo trimestre deste ano, mostram os dados publicados nesta sexta. O valor foi de R$ 4.446.
 

Rio de Janeiro e São Paulo vieram na sequência, com R$ 3.248. Na outra ponta da lista, o Maranhão apareceu com a renda do trabalho mais baixa, estimada em R$ 1.654.
 

O IBGE indicou que somente o Piauí teve avanço estatisticamente significativo frente ao primeiro trimestre de 2022. A alta foi de 8,4% –o indicador pulou de R$ 1.715 para R$ 1.859. As demais unidades da federação apontaram estabilidade nesse recorte.
 

Já na comparação com o segundo trimestre de 2021, sete registraram quedas. As demais, estabilidade. Ou seja, não houve crescimento significativo em nenhum estado ou no Distrito Federal.
 

Em Pernambuco, o rendimento médio caiu 12,8% frente ao segundo trimestre de 2021, para R$ 1.789. Em Sergipe, a baixa foi de 12%, para R$ 1.875. A dupla mostrou as maiores perdas relativas.
 
“O rendimento não vem apresentando uma expansão em termos reais”, disse Beringuy.
 

A Pnad também sinalizou que, enquanto as taxas de desemprego dos homens (7,5%) e das pessoas brancas (7,3%) ficaram abaixo da média nacional (9,3%), os índices das mulheres (11,6%) e das pessoas pretas (11,3%) e pardas (10,8%) continuaram mais altos no segundo trimestre deste ano.

Criadores de caprinos e ovinos do Sisal cobram ações contra ataque de cães

Produtores rurais da região sisaleira têm se queixado de ataques de cães contra caprinos e ovinos em propriedades rurais da região. Segundo o Calila Notícias, o problema é citado em municípios como Itiúba, Valente e Riachão do Jacuípe. Nesta sexta-feira (12), uma reunião em Itiúba vai discutir as ações para coibir os ataques ao rebanho local.

Uma criadora, Mônica Oliveira, relatou que na localidade onde mora não se sabe de quem é o animal que ataca os caprinos e ovinos, o que dificulta a resolução do problema. Ainda em Itiúba, uma reunião foi realizada na Câmara de Vereadores na última terça-feira (9) para tratar dos casos.

Um vereador, identificado como Abimael de Piaus, solicitou ao setor jurídico da Casa a elaboração de um projeto de lei que possa penalizar os criadores de cachorros soltos.

Outro edil, Geovane Souza, disse que o objetivo é obrigar os criadores de cães a mantê-los nas propriedades, evitando que os mesmos cheguem até fazendas vizinhas. 

Bahia tem nova redução e gasolina fica quase 10% mais barata

Uma boa notícia para os motoristas: os combustíveis estão mais baratos em toda a Bahia. Em alguns postos já é possível encontrar gasolina por R$ 5,54. O preço foi reduzido pelos postos após a Acelen anunciar queda no valor comercializado com as refinarias em 7,7% no diesel e 9,25% na gasolina. Presidente do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Estado (Sindicombustíveis), Walter Tannus explicou como funciona o processo de redução de custos.

“A Acelen reduz para as refinarias e cada posto determina por quanto vai vender. A Acelen vem fazendo pequenas reduções e isso a gente transfere para o consumidor. Quando você compra um produto por um valor mais barato, a tendência é vender por um preço mais baixo também. O preço dos combustíveis estão baixando consideravelmente, principalmente por conta da redução de tributos, e isso tudo coincidiu ainda com a redução do preço do barril do petróleo”, explica Tannus, afirmando que a expectativa com a baixa dos preços é que o aumento das vendas gire em torno de 15%.

Procurada para comentar a política de redução de preços, a Acelen informou que “os preços dos produtos produzidos pela Refinaria de Mataripe seguem critérios de mercado que levam em consideração variáveis como custo do petróleo, que é adquirido a preços internacionais, dolar e frete”. Acrescentou ainda que a empresa “reafirma sua aposta em uma política transparente, amparada por critérios técnicos, em consonância com as práticas internacionais de mercado”.

A baixa de valor no preço dos combustíveis passou a valer desde o último sábado (6).

Baianos Erlon de Souza e Filipe Santana conquistam ouro no Pan de Canoagem

Os baianos Erlon de Souza e Filipe Santana conquistaram, nesta quarta-feira (10), a medalha de ouro no Pan-Americano de Canoagem, disputado em Halifax, no Canadá. Com o tempo de 1min41s5, os atletas não deram chances para os adversários na prova do C2 500m. 

O pódio foi completo pelos cubanos Serguey Torres e Tabiany Álvarez e pelos canadenses Craig Spence e Bret Himmelman. 

“Foi uma prova dura. Uma prova que tem Canadá e Cuba não é fácil. Mas sentimos que a largada foi melhor, o entrosamento foi melhor. Estamos muito felizes”, afirmou Erlon, após a conquista. 

A dupla vem da disputa do Mundial de Canoagem, também em Halifax. Nesta mesma prova, eles acabaram disputando a Final B, que não vale medalha. 

O campeão mundial Isaquias Queiroz entra na água nesta quinta-feira (11), para disputar a eliminatória do C1 1000m, às 10h07. Caso avance para a final, volta a competir às 14h. A semifinal será às 12h10. 

Outra baiana que disputa o Pan é Valdenice Conceição. Ela participará da eliminatória do C1 200m também nesta quinta, às 11h01. 

Bolsonaro veta proposta para reajuste salarial especial a policiais em 2023

O presidente Jair Bolsonaro (PL) vetou nesta quarta-feira (10) a proposta de reajuste especial para carreiras de policiais federais, civis e servidores da Abin (Agência Brasileira de Inteligência).
 

Ao sancionar a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que dá as bases para a elaboração do Orçamento de 2023, Bolsonaro rejeitou os trechos que autorizavam reestruturação e recomposição salarial dessas carreiras, que fazem parte da base de apoio política do governo.
 

O presidente, porém, sancionou o dispositivo que abre caminho para um reajuste mais amplo a servidores no próximo ano.
 

O governo enviou em abril a proposta de LDO já prevendo uma reserva de R$ 11,7 bilhões para a concessão de reajustes salariais ao funcionalismo federal. Mas sem detalhar como a verba será usada.
 

No Congresso, o relator do projeto, senador Marcos do Val (Podemos-ES), incluiu um trecho para abrir caminho ao reajuste salarial e reestruturação de carreiras de policiais. O setor de segurança pública também faz parte da base de apoio dele.
 

Pela proposta, o Orçamento de 2023 poderia prever recursos para beneficiar, por exemplo, a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, policiais penais, policiais civis, policiais do Distrito Federal e a Abin.
 

A medida foi aprovada pela CMO (comissão mista de Orçamento) e também pelo plenário do Congresso.
 

No entanto, o dispositivo foi vetado por Bolsonaro. Com isso, essas carreiras passam a disputar a verba de R$ 11,7 bilhões para reajuste amplo do funcionalismo em 2023.
 

Segundo o Palácio do Planalto, o reajuste especial para esses setores criaria ‘desnecessária assimetria de tratamento entre as carreiras dos órgãos e entidades que compõem a administração pública federal’.
 

Para agradar carreiras policiais, Bolsonaro chegou a prometer reajuste apenas à Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Depen (Departamento Penitenciário) em 2022 —ano eleitoral.
 

Depois da pressão das demais carreiras, a principal tendência do governo passou a ser dar reajuste de 5% para todos —com a possibilidade de um acréscimo aos policiais.
 

Mas, em junho, o presidente confirmou que não haverá reajuste para servidores neste ano.

Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago nesta terça-feira

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta terça-feira (9) a parcela de agosto do Auxílio Brasil e do Auxílio Gás. Recebem hoje os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 1. Esta é a primeira parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.

A emenda constitucional também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil. Com isso, o total de beneficiários atendidos pelo programa sobe para 20,2 milhões a partir deste mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

O Auxílio Gás também será pago hoje às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 1. Com valor de R$ 110 em junho, o benefício segue o calendário do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026. O benefício, que equivalia a 50% do preço médio do botijão de 13 quilos nos últimos seis meses, será retomado com o valor de 100% do preço médio, o que equivale a R$ 110 em agosto. Esse aumento vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada pelo Congresso.

Pago a cada dois meses, o Auxílio Gás originalmente tinha orçamento de R$ 1,9 bilhão para este ano, mas a verba subiu para R$ 2,95 bilhões após a promulgação da emenda.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas, científicas ou acadêmicas.

Podem receber os benefícios extras as famílias com renda per capita até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e até R$ 200, em condição de pobreza.

Com informações da Agência Brasil.

Top